• Maria Luíza Garcia

Você sabe o que são Contratos Conscientes?


Você sabe o que são contratos conscientes? Os contratos conscientes vêm sendo bastante utilizados no ramo mo Direito Empresarial, trata-se de uma abordagem legal, na realização de contratos baseados em valores e propósitos, que buscam conectar pessoas e construir relações claras, duradouras e justas.


Os contratos conscientes são bastante detalhados e apresentam, para além das obrigações das partes contratantes, a forma como ambas gostariam de ser tratadas nessa relação.


Além disso, os contratos redigidos através desse método acreditam na importância das relações, dos propósitos e na geração de valor aos contratantes, o que resulta em altos níveis de satisfação dos consumidores, colaboradores e fornecedores.


Diferentemente dos contratos tradicionais, geralmente competitivos, em que o foco é vencer a outra parte; os contratos conscientes apresentam soluções equitativas, em que as partes compreendem a famosa “relação ganha-ganha”.


Além disso, os contratos conscientes são simples e transparentes e deixam de lado cláusulas ambíguas e com linguagem densa, tudo em prol do maior benefício das partes.


Os contratos redigidos dessa forma, por agregarem a transparência e os princípios norteadores da integridade humana, costumam ser bem sucedidos frente aos consumidores, gerando mais que lucro, mais valor à empresa.


Dessa forma, os contratos conscientes podem contribuir para o desenvolvimento das empresas e para o estabelecimento das respectivas como um verdadeiro pilar no mercado consumidor, tendo em vista que propiciam a satisfação da classe frente aos serviços ou produtos fornecidos.


Não se esqueça que nas relações mais bem sucedidas, o cliente vem sempre em primeiro lugar. Isso faz com que haja a fidelização do cliente em relação à empresa, mais que isso, isso faz com que o cliente torne-se verdadeiro patrocinador da empresa, através de julgamentos positivos e da recomendação para outros futuros clientes.


Trata-se de uma nova perspectiva de mercado trazida pela 4ª Revolução Industrial, o momento histórico que vivemos atualmente, em que compreende-se que a geração de valor é o fator mais essencial - sobrepondo-se até mesmo ao lucro - que liga as empresas ao sucesso.


Cabe lembrar, contudo, que tais contratos diferenciam-se de modelos pré-estabelecidos para cada relação contratual, são específicos à determinadas situações e empresas nas suas relações com a clientela e, por isso, devem ser redigidos por um advogado, profissional capacitado para atingir o objetivo do contrato: a geração de valor às partes envolvidas.


Lembre-se de acessar o chat para solucionar eventuais questionamentos, nós nos disponibilizamos a atendê-lo. Além disso, siga nos acompanhando, estamos sempre publicando novos artigos que podem ser do seu interesse, clique aqui para mais!


2 visualizações

©2020 por Samuel Sousa.